21/11
Raquel Camargo
OMG! Ganhei o Prêmio Share Social Media 2015

Share11
Share7Eu realmente não acreditei. Estava concorrendo com dois profissionais de São Paulo, caras super relevantes e conhecidos. Era o Gabriel Ishida, do Atlas Media Lab, o Estevão Soares, da Estrategi.ca e o meu nome e o da Lhama.me lá no meio. Esses dois colegas são admirados e grandes profissionais, e ter meu nome no meio dessas indicações já foi um combustível forte para o coração. <3

Saí de BH na terça-feira cedo, cheguei em São Paulo e já fui praticamente direto para o evento de premiação.

Depois de palestras incríveis, começou exatamente pela categoria que havíamos sido indicados a entrega de premiações de profissionais do ano. Confesso que bateu aquela leve tremedeira de ansiedade, até que o Rafael e o AhNão (da prefs de Curitiba), anunciaram meu nome como vencedora da categoria. Que demais <3

Além disso, grandes profissionais e agências também foram contempladas. O Boticário e a Prefeitura de Curitiba foram alguns dos nomes que mais levaram prêmios para casa devido suas atuações relevantes no ano nas mídias sociais. A DM9 também levou o prêmio de Agência do Ano.

Parabéns aos indicados, aos vencedores e, claro, ao Rafael e todos os profissionais envolvidos na organização do Prêmio SHARE <3

Premiação - raquel camargo

Quero registrar um grande “muito obrigada” aqui. <3 Desde os 13 que sou blogueira, desde os 20 trabalho profissionalmente com mídias digitais e sociais (sim, na época do IRC, ICQ e Orkut eu já estava lá rs), aos 22 comecei um mestrado para estudar essa internet-amor-da-minha-vida, e receber um reconhecimento desses nas vésperas de completar 29 anos é motivo de muita alegria.
Obrigada aos jurados que indicaram meu nome, às pessoas que votaram em mim na segunda etapa e, principalmente, agradeço muito todos que passaram pelo meu caminho durante todos esses anos e me ensinaram e compartilharam conhecimento, amizade e inspiração :)

Estou sempre comprometida e determinada à melhorar sempre, compartilhar o que há de melhor e entregar o melhor do meu trabalho para aqueles que acreditam no que faço. Contem comigo <3

20/11
Raquel Camargo
Sofrendo com a “Síndrome do impostor”

impostor“Não sabe nada”
“Existem muita gente melhor”
“Pura sorte”
“De onde que ela saiu?”
“Não é tão boa assim”
“Sou uma fraude”

Será que a gente chega onde consegue chegar “por acaso”?
Fui (auto)diagnosticada com a Síndrome do Impostora. Eu conheci esse termo no livro “Lean In”, da Sheryl Sandberg. Ela é uma das profissionais mais influentes do Facebook, já trabalhou no Google e diz que já passou pro todas essas sensações.

 

 

Tudo isso parte por causa das expectativas. Se a gente não está exatamente naquele ponto que acreditamos ser o adequado, todo o resto não serve.

Receber reconhecimento e não se sentir merecedora daquilo, lá no fundo, é algo mais comum do que se imagina.

Eu tenho passado por isso. E parece papo de quem quer apenas chamar atenção e receber elogios, mas não é. Uma pesquisa feita pela psicóloga Gail Matthews, da Universidade Dominicana da Califórnia, nos Estados Unidos, afirma que cerca de 70% dos profissionais considerados como bem-sucedidos passam por isso. Ah, detalhe! As mulheres são as mais atingidas por isso.

Se você também está passando por isso, vem cá, me dê a mão e vamos nos libertar dessa auto-sabotagem.

Eu estou criandoo um mantra para mim, para focar na ideia de que eu cheguei até aqui e tudo que conquistei foi sim por causa do meu esforço e mereço isso tudo. Bora fazer isso também? =)

12/11
Raquel Camargo
Vamos falar de gênero com Flapjack

Nem todo mundo conhece as Aventuras de Flapjack, e é por isso que esse post nasceu.

Definitivamente, esse é um dos melhores desenhos que eu já assisti.

Trata-se da história de um garotinho, que curte aventuras e mora dentro de uma baleia. Ele tem um grande amigo (que é bem toscão), Capitão Falange, que coloca várias discussões sobre ética em pauta depois que assisto. É uma ótima coisa pra se assistir com crianças ou apenas entre adultos mesmo. (Aliás, obrigada, Lucas Medeiros pela dica. Foi ele quem falou que isso existia no NetFlix)

Mas além da simples dica de “Asssiiiisstaaa”, fica também aqui a recomendação desse trecho de um dos episódios que traz uma discussão fundamentalíssima: gênero

As Trapalhadas de Flapjack – Episódio: Falta alguma Coisa Kornflakkes from Kornflakkes on Vimeo.

Esse episódio contribui muito para o debate e o amadurecimento que muita gente está precisando ter sobre as relações de gênero. Os estereótipos de femilidade e masculinidade e as cobranças preconceituosas causam impactos tristes na vida das pessoas, e isso precisa muito virar assunto.

Compartilhe esse post, pois você estará fazendo 2 coisas boas para as pessoas que acompanham você: divulgando esse desenho ótimo e sensibilizando as pessoas sobre a discussão de gênero.

02/11
Raquel Camargo
Fui indicada para um prêmio e agora preciso do seu voto

A gente recebe umas notícias que nos surpreendem muito. Outro dia foi bem assim.

Fiquei sabendo que os jurados do Prêmio Share Social Media havia me indicado como um dos nomes de profissionais que mais se destacaram esse ano na área de marketing digital, mídias sociais e tudo isso que eu amo.

Fiquei feliz demais. Só a indicação, ao lado de outros profissionais que admiro demais, já é motivo para muito orgulho e satisfação.

votacao share raquel camargo

Já que fui indicada, resolvi fazer o negócio direito. Para eu ganhar o prêmio, preciso agora de votos. Peço humildemente o apoio de quem conhece meu trabalho e acredita nele. Serei muito grata!

Clique aqui e vote em mim! :)

Agradeço muito =)

08/10
Raquel Camargo
Metodologias de conversação e colaboração

metodologia de conversação - oficina ufmg

Desde que comecei a trabalhar no Governo, em 2013, as metodologias capazes de conectar pessoas em conversas significativas e produtivas têm me atraído mais e mais.

Embora eu não seja uma profunda estudiosa da educação, da pedagogia e coisas do gênero, me empolgo experimentando formas que criam experiências de aprendizado novas para as pessoas.

Foi nessa empolgação que veio a ideia, inclusive, de criar o Grupo de Estudos Lhama Knowledge. Lá o foco é usar metodologias de conversação que, ao mesmo tempo, faz as pessoas aprenderem, ensinarem e criarem comunidades fortalecidas. É muito bacana o case.

Decidi compartilhar esses aprendizados de uma forma diferente agora.

Na próxima semana a UFMG irá promover o Congresso de Inovação e Metodologias de Ensino, e terei a honra de compartilhar com professores e demais interessados o que aprendi e o que pratico nesse quesito.

Saiba mais aqui:

Objetivo

Possibilitar reflexões e troca de experiências em comunidade, a fim de potencializar inovações nas práticas de ensino das diferentes áreas do conhecimento.

Publico alvo

Docentes, Funcionários Técnico-Administrativos da UFMG, estudantes e ex-estudantes de Graduação e de Pós-Graduação e demais interessados.
A oficina vai durar 2 horas (não vai ter dia 15 mais, como mostra no banner deles). Fica a dica. Vai ser de 16h30 às 18h30 e as inscrições ficam abertas até o dia 13 de outubro.

Clique aqui para se inscrever.

 

Ah! Acontecerão várias outras oficinas com outros temas. Veja a programação aqui

Inscrições abertas para as oficinas do I Congresso de Inovação e Metodologias de Ensino, a ocorrer entre os dias 14 e 16…

Posted by Giz UFMG on Terça, 6 de outubro de 2015

21/09
Raquel Camargo
Jornalismo + dados: o que acontece quando eles se unem?

__ texto publicado no Big Data Business __

Você já ouviu falar de jornalismo de dados ou “Data Journalism”? Esse é um assunto novo e, de fato, uma tendência para os profissionais de comunicação, computação, design e áreas afins.

De forma genérica, o significado do termo “jornalismo de dados” é exatamente o que parece ser: um meio de se fazer jornalismo com base em dados. Mas isso não é o suficiente para entender o assunto, certo? Continue reading “Jornalismo + dados: o que acontece quando eles se unem?” »

08/09
Raquel Camargo
Convite: minha palestra no maior evento de Social Media da América Latina

Estou super empolgada! Semana que vem estarei na super amada Sampa para estrear uma palestra bem diferente do que estamos acostumados a ver, falar e escutar. Quero falar menos de ferramenta e mais de gente, de comportamento. Fica a dica  :)

_

A fundadora da empresa de comunicação e marketing digital Lhama.me, Raquel Camargo, está confirmada na programação do Social Media Week, na edição de São Paulo.

Essa será sua segunda vez no palco do evento, já que em 2012 participou de um painel sobre eleições e mídias sociais, enquanto trabalhava no Portal UOL.

Batizada “Mídias sociais, redes e tempos líquidos”, a apresentação tenta despertar uma nova visão com relação ao nosso uso das novas tecnologias de comunicação. Dessa vez o tema da palestra será sobre o uso das redes sociais por um olhar sociológico e comportamental. “Já sabemos muito sobre o funcionamento técnico das redes, discutimos diariamente sobre as ferramentas e estratégias, mas raramente paramos para buscar entender sociologicamente e comportamentalmente o que acontece nas mídias sociais”, comenta Raquel sobre a motivação da apresentação.

Com inspiração nos estudos do sociólogo Bauman e uma série de outras reflexões de diversos pensadores, a palestra acontecerá também com um bate-papo no final.

A palestra acontecerá no dia 14 de setembro, às 20h15, no MIS (Museu de Imagem e Som) de São Paulo.

Inscreva-se aqui

smw-week- palestra

Trajetória

Além de empreendedora, Raquel Camargo é pesquisadora e professora. Com mestrado em Estudos de Linguagens pelo CEFET, a jornalista investe em projetos com foco no compartilhamento de conhecimento com novas metodologias de ensino e inovações no contexto da educação, por exemplo, através do Grupo de Estudos de Comunicação Digital e Mídias Sociais Lhama Knowledge.

18/08
Raquel Camargo
Manifesto Mesha Lab

Aqui não tem grupo fechado, não tem fórmula pronta e nem verdades absolutas. Mas tem coragem, audácia, inovação, um plano pra testar novas possibilidades e tem você.

Tempos difíceis desafiam a criatividade e nos provocam a pensar diferente. Pessoas e organizações dependem da capacidade de enxergar o mundo com outros olhos e se adaptarem com velocidade para construir o futuro, ao invés de serem surpreendidas por ele.

Espalhados por aí, estão vários conectores e facilitadores da inteligência coletiva, que têm em comum a coragem, a vontade e um plano para experimentar novas possibilidades. Esse movimento, que começou com diversas iniciativas isoladas, precisa dar um próximo passo. Não somos nós que estamos dizendo isso, é o mundo.

É daí que nasce o Mesha LAB.

Estamos integrando pela primeira vez essas pessoas reconhecidas por seus cursos, projetos, eventos, experiências e subversões, para sermos mais que uma multiplicidade de iniciativas. Queremos correr juntos, num movimento que só é possível a partir de mentes criativas conectadas para inspirar, transformar e cocriar jornadas de aprendizagem significativas pra você lidar com o contexto de incerteza.

Agora, te convidamos pra viver com a gente um programa-workshop-laboratório diferente de todos os outros. A gente quer reduzir o abismo entre a escola e o mundo real, hackeando os paradigmas tradicionais para empoderar você a aplicar o conhecimento na sua vida, na sua organização, no seu negócio e na sua comunidade.

Se você anda inquieto com o seu mundo, os seus negócios, o lugar em que vive e o rumo que as coisas estão tomando, você é dos nossos. Você é MESHA.

Um encontro de pessoas, mentes, corações e propósitos que tentam lidar com as incertezas do nosso tempo de um jeito diferente. Gente que procura subverter o que está estabelecido e dar novos significados àquilo que faz.

Aprender, por exemplo. A gente acredita que algumas pessoas podem nos inspirar a trilhar novos caminhos. Mas é você quem vai construir o seu caminho e aprender o que é realmente importante. Na bagagem, é preciso ter coragem, determinação e humildade.

Continue reading “Manifesto Mesha Lab” »

14/07
Raquel Camargo
A uberização de cada dia

Imagina se os fabricantes de fogão ficassem revoltados com a invenção do microondas.

Imagina se Platão impedisse o desenvolvimento da escrita pela ideia de que isso poderia “acabar” com a oralidade e a memória.

Imagina se as empresas especializadas em  calculadoras abominassem os aparelhos celulares.

Imagina!

Agora imagina taxista achando muito ruim o fato de agora ter um tal de Uber que é muito melhor para alguns consumidores. Imagina que alguns taxistas estão até inventando histórias de “fulana que foi assaltada no Uber ontem” para desmoralizar um serviço que é diferente do dele e não percebe a oportunidade de inovar e melhorar. Imagina o motorista de um táxi que acredita ter o direito de privar um passageiro de escolher qual serviço ele quer ter!

Para mim, isso é visão limitada. Vejo tanta oportunidade de negócio, de evolução e de disruptura nisso que quase abro uma aba do navegador para pesquisar o preço de um Toyota Preto e ser motorista. Brinks, eu odeio dirigir.

Se você quiser ver com o Uber é legal e pode ser o serviço ideal para você, toma aqui R$20 de crédito. É só se cadastrar usando o código “uberlhama” clicando aqui

Você prefere Uber ou Táxi?

Polêmica entre Uber e taxistas não termina!

27/05
Raquel Camargo
Evento Share, agosto, em BH

share-bhÉ com muita empolgação e ansiedade que anuncio que BH recebe a nova edição do evento Share e que… (Ai que emoçãum!!!) estarei por lá como palestrante. Que honra <3

Vem ai o Share – Social Media na Prática, edição BH. Evento focado em redes sociais e marketing digital na prática, já rodou muitas cidades do Brasil este ano e agora volta com tudo para Belo Horizonte.

Por lá vou falar sobre o trabalho que a Lhama.me tem acompanhado ao lado dos mineiros da Hekima. É big data analytics, social data e tudo o que vier para ajudar a gente a tomar decisões com base em dados :)

A 16º edição do Share em BH, terá uma grade única e diversificada.

Então save the date – 22 de Agosto

Veja aqui os outros palestrantes dessa edição e se inscreva :)