O algoritmo do Facebook, sentimentos e marketing digital

Já se foram 12 meses desde que as reações de emoção se tornaram botões e métricas do Facebook.

E o que foi possível observar nesse 1 ano de cliques de amor, raiva, surpresa, humor e like?

1- Big Data Emotion

O desafio de automatizar análises de sentimentos através de algoritmos volta a ser um tema em destaque.

Sabemos que as mais profissionais e avançadas ferramentas de monitoramento e análise de conteúdo de redes sociais sempre se depara com ironias ao tentar concluir sem auxílio humano para classificação de sentimentos.

Essa limitação do Facebook com os botões aproxima os analistas de alguns insights.

A linguística os botões podem ainda sugerir algumas confusões. Por exemplo, uma pessoa pode clicar no emoticon de triste não pelo fato de estar chateado com o dono da publicação, e sim com a mensagem contida ali. É possível deixar essa análise complexa também se formos tentar entender se uma marca ou pessoa recebe mais reações positivas ou negativas, uma vez que isso não reflete diretamente uma impressão sobre o emissor da mensagem, e sim (na maioria dos casos), sobre o texto.

2- O amor ganha da raiva

Vejam só o que disse um porta-voz do Facebook: “Durante o ano passado, descobrimos que se as pessoas deixam uma reação em um post, é um sinal ainda mais forte de que eles gostariam de ver esse tipo de postagem do que se deixassem apenas um like”.

E sobre a caixa-preta que é o Edge Ranking, podemos entender mais um pouco com essa fala: “Então estamos atualizando o News Feed para pesar as reações um pouco mais em relação ao que cada pessoa gosta e leva em conta para a relevância da história.”

Isso quer dizer que o botão do like será um critério de priorização dos posts que aparecem no feed dos usuários.

Mas veja bem a fragilidade dessa classificação:

  • vamos supor que você é uma pessoa extremamente interessada em assuntos políticos e judiciários
  • aparece na sua timeline um link sobre um tema relacionado à uma polêmica política atual, que é extremamente do seu interesse
  • todavia, aquela notícia deixa você revoltado e, instintivamente, seu cursos faz o clique no botão que expressa raiva (grrr)
  • o que você quis dizer com essa reação registrada: “essa notícia me deixou bravo. Que absurdo, etc, arf”
  • o que o algorítimo entende que você quis dizer com essa reação: “odiei esse conteúdo, não quero mais ver coisas do tipo”

Entende o tamanho do problema?

Páginas que tratam de assuntos não tão otimistas assim serão, naturalmente penalizadas.

Consequentemente, as marcas que usam o engajamento do Facebook para gerar vendas, alimentar funis de venda e todas suas estratégias precisarão prestar mais atenção ainda em que tipo de reação provocam com seus conteúdos!

 

3- Quem manda é o “Coração”

Outra informação divulgada nessa semana sobre essas interações é que o ícone do coração recebeu mais da metade de todas as reações registradas em 2016. Só no ano passado foram mais de 300 bilhões de expressões dos usuários do Facebook.

Além disso, o Natal foi o dia de maior “amor” distribuído na rede. Foi um recorde de registros de corações na rede.

4 – O sentimento continua o mesmo

Estamos perdidos? Não está fácil pra ninguém…

O sentimento dos profissionais que trabalham lidando com a caixa preta que é o algoritmo que controla o feed do Facebook continua sendo o de angústia e desconhecimento dos fatos.

Quando o Facebook começou com os botões de reações havia dito que todas elas teriam o mesmo peso de impacto na distribuição de conteúdo, porém com as atuais declarações já gera dúvidas sobre o assunto.

A maneira como a rede de Marc vai lidar com esses dados ainda é um mistério para todos, mas o que não se pode negar é que há um tesouro grande e poderoso nas mãos de sua equipe de Big Data Analytics.

E você? Como expressa suas emoções nas redes sociais?

Fonte das informações mais recentes

Os horários nobres das redes sociais

Foi divulgado um estudo realizado pela Sprinkler revelando o comportamento dos usuários e das marcas no Facebook, Instagram e Twitter durante o ano de 2015.

Como foi feita a pesquisa

Com base em 160.244.070 menções coletadas durante o ano de 2015 inteiro através do Scup, o estudo levantou comportamentos padrões dos usuários nas redes.

Por que essa pesquisa é legal para vc, caro leitor do blog da Raquel Camargo?

Simplesmente pelo fato de que esses dados podem ser uma bússola para vc. Sabe aquela hora que bate a dúvida sobre qual é o melhor momento para publicar o que e em qual rede? Então! Essa pesquisa te ajuda a entender o comportamento das pessoas e, consequentemente, orienta nas suas estratégias.

Claro, os dados são de 2015 e o nosso comportamento muda muito e rapidamente, todavia é o que temos para hoje. Não é fácil ter pesquisas tão grandes em tempo real, então boa estudar isso aqui!

A pesquisa toda ficou muito interessante e fala, inclusive, de segmentos. Dê uma olhada no trabalho completo deles clicando aqui. Enquanto isso, veja alguns destaques abaixo.

Veja alguns fatos destacados na pesquisa

facebook dia para postar

horário nobre mídias sociais horários para postar no facebook e instagram

facebook dias

Snapchat ultrapassa Twitter em número de usuários

O que dizer sobre esse Snapchat que a gente mal conhece, mas já usa pacas?

Para quem gosta de acompanhar o crescimento das mídias sociais e as tendências do universo digital, eis aqui uma notícia surpreendente: o Snapchat já ultrapassa o Twitter em número de usuários!

Hoje bilionários, os criadores do Snapchat, Bobby Murphy e Evan Spiegel, têm 27 e 25 anos respectivamente. 

Atualmente a plataforma dos empreendedores alcançam 150 milhões de usuários por dia. enquanto isso, o Twitter que existe desde 2006, consegue alcançar 140 frequentadores diários, ou seja, menos de 44%.

Definitivamente essa é a tendência. Outro dia mesmo, em dezembro, foi divulgado que o aplicativo tinha 110 milhões de usuários diários, portanto podemos perceber claramente um rápido crescimento.

snapchat seguir raquel camargoE você? já usa o Snapchat? Descubra aqui como o Snapchat pode ser usado para os negócios.

Ah! Aproveite e me segue no Snap ;) Meu usuário é raquel_camargo (não esquece do underline!) ou use a imagem ao lado!

Facebook e Snapchat para Negócios: o curso está de volta!

O que é bom a gente repete :)

Como falei por aqui, mês passado lançamos o curso “Facebook e Snapchat para Negócios”.  Como muita gente viu e se interessou, surgiu uma parceria com gente muito admirada e querida e agora vai ter uma nova turma ;)

Ao lado do pessoal do Mesha e do Impact Hub acabamos de lançar mais uma  edição do curso em Belo Horizonte!

E dessa vez tem novidade: Débora Amorim, uma adolescente de 14 anos também será facilitadora do módulo de Snapchat para negócios ao meu lado!

Veja aqui os detalhes:

Quando: Sexta-feira (10/06) à noite e sábado (11/06) o dia todo

Carga horária: 12 horas

Investimento
Valor integral: R$350,00

Proposta temática:
• as lógicas de funcionamento e particularidades de cada rede
• gestão estratégica de conteúdo
• como criar anúncios e trabalhar com mídia paga
• engajamento e relevância
• networking e dicas

Entenda como:
• funciona o Snapchat para uso profissional
• funciona o Facebook para negócios
• profissionalizar a sua marca
• os profissionais de marketing e comunicação digital trabalham
• você pode melhorar seu trabalho na internet

Link direto do workshop: http://bit.ly/facebookEsnapchat
Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/1745399502347769/

anúncio facebook

Facebook permite segmentação de anúncios por renda

Lembra daquele papo de que o Facebook estava criando uma parceria com a Serasa Experian?

Eis aqui o fruto da conversa: o Facebook acaba de lançar a segmentação de anúncios através da renda.

Em outras palavras, agoraos posts e anúncios poderão sersegmentados para pessoas com base em sua renda individual e/ou familiar.

O Fábio Prado Lima fez um vídeo bem legal explicando tudo. Veja aí :)

Segmentar anúncio por classe social? SIM![ Ligue o som!] A parceria do Facebook com a Experian já está no ar! (o Hilário Júnior havia dado este furo de reportagem ano passado) –Gravando uma aula do curso nessa madrugada me deparei com essa novidade e fiz este vídeo explicando em detalhes e mostrando como segmentar usando essa nova opção que era muito aguardada! Fique por dentro das novidades! É só clicar aqui e autorizar →bit.ly/notificacoes-fabio (máx. 2x ao dia ;) ).

Publicado por Face Ads Descomplicado em Quarta, 2 de março de 2016

OMG! Ganhei o Prêmio Share Social Media 2015

Share11
Share7Eu realmente não acreditei. Estava concorrendo com dois profissionais de São Paulo, caras super relevantes e conhecidos. Era o Gabriel Ishida, do Atlas Media Lab, o Estevão Soares, da Estrategi.ca e o meu nome e o da Lhama.me lá no meio. Esses dois colegas são admirados e grandes profissionais, e ter meu nome no meio dessas indicações já foi um combustível forte para o coração. <3

Saí de BH na terça-feira cedo, cheguei em São Paulo e já fui praticamente direto para o evento de premiação.

Depois de palestras incríveis, começou exatamente pela categoria que havíamos sido indicados a entrega de premiações de profissionais do ano. Confesso que bateu aquela leve tremedeira de ansiedade, até que o Rafael e o AhNão (da prefs de Curitiba), anunciaram meu nome como vencedora da categoria. Que demais <3

Além disso, grandes profissionais e agências também foram contempladas. O Boticário e a Prefeitura de Curitiba foram alguns dos nomes que mais levaram prêmios para casa devido suas atuações relevantes no ano nas mídias sociais. A DM9 também levou o prêmio de Agência do Ano.

Parabéns aos indicados, aos vencedores e, claro, ao Rafael e todos os profissionais envolvidos na organização do Prêmio SHARE <3

Premiação - raquel camargo

Quero registrar um grande “muito obrigada” aqui. <3 Desde os 13 que sou blogueira, desde os 20 trabalho profissionalmente com mídias digitais e sociais (sim, na época do IRC, ICQ e Orkut eu já estava lá rs), aos 22 comecei um mestrado para estudar essa internet-amor-da-minha-vida, e receber um reconhecimento desses nas vésperas de completar 29 anos é motivo de muita alegria.
Obrigada aos jurados que indicaram meu nome, às pessoas que votaram em mim na segunda etapa e, principalmente, agradeço muito todos que passaram pelo meu caminho durante todos esses anos e me ensinaram e compartilharam conhecimento, amizade e inspiração :)

Estou sempre comprometida e determinada à melhorar sempre, compartilhar o que há de melhor e entregar o melhor do meu trabalho para aqueles que acreditam no que faço. Contem comigo <3

Fui indicada para um prêmio e agora preciso do seu voto

A gente recebe umas notícias que nos surpreendem muito. Outro dia foi bem assim.

Fiquei sabendo que os jurados do Prêmio Share Social Media havia me indicado como um dos nomes de profissionais que mais se destacaram esse ano na área de marketing digital, mídias sociais e tudo isso que eu amo.

Fiquei feliz demais. Só a indicação, ao lado de outros profissionais que admiro demais, já é motivo para muito orgulho e satisfação.

votacao share raquel camargo

Já que fui indicada, resolvi fazer o negócio direito. Para eu ganhar o prêmio, preciso agora de votos. Peço humildemente o apoio de quem conhece meu trabalho e acredita nele. Serei muito grata!

Clique aqui e vote em mim! :)

Agradeço muito =)

Evento Share, agosto, em BH

share-bhÉ com muita empolgação e ansiedade que anuncio que BH recebe a nova edição do evento Share e que… (Ai que emoçãum!!!) estarei por lá como palestrante. Que honra <3

Vem ai o Share – Social Media na Prática, edição BH. Evento focado em redes sociais e marketing digital na prática, já rodou muitas cidades do Brasil este ano e agora volta com tudo para Belo Horizonte.

Por lá vou falar sobre o trabalho que a Lhama.me tem acompanhado ao lado dos mineiros da Hekima. É big data analytics, social data e tudo o que vier para ajudar a gente a tomar decisões com base em dados :)

A 16º edição do Share em BH, terá uma grade única e diversificada.

Então save the date – 22 de Agosto

Veja aqui os outros palestrantes dessa edição e se inscreva :)

 

Convite: Tendências, Ideias e Práticas em Comunicação, na UFMG

ufmg-midias sociais-raquelcamargo

A agenda tá cheia e eu estou extremamente feliz por isso.

Fui convidada para compor a mesa do TIPCOM, que acontece essa semana na UFMG, para falar sobre como as mídias digitais impactam o jornalismo.

Sei que outros jornalistas estarão por lá também.

Nosso encontro acontece às 17 horas dessa quarta-feira, dia 27 de maio.

Fica a dica para a programação completa do evento também :) Segue o texto de divulgação dos organizadores.

Imagina ter vários comunicadores reunidos em um só lugar? Esse lugar existe! O TipCOM está de volta para falarmos sobre novas tendências, ideias e práticas da área. Serão três dias de palestras, oficinas e bate-papos que vão abrir seus olhos para as diferentes formas de comunicação. Ela está em todo lugar, só falta você ver!

Curta a página da Cria Ufmg Jr. para mais detalhes e fique ligado na programação do evento!

Dias 26, 27 e 28 de maio, na UFMG Campus Pampulha.
A entrada é franca e somente as oficinas requerem inscrição prévia.

Terça-Feira (26/05):
13:00 – 14:30 Juliano Enrico (TV Quase e Irmão do Jorel) – Auditório Sônia Viegas (FALE)
15:00 – 16:30 Bianca Reis (Anna Bolenna – A perturbada da corte) –Auditório Sônia Viegas (FALE)
17:00 – 18:30 Conversa com Publicitários – Auditório Prof. Luiz Bicalho (FAFICH)

Quarta-Feira (27/05):
13:00 – 14:30 Marcelo Zorzanelli (Sensacionalista) – Auditório A 104 (CAD2)
15:00 – 16:30 Oficina de ilustração digital (Danilo Aroeira) – B205 (CAD2)
17:00 – 18:30 Conversa com Jornalistas – Auditório Prof. Luiz Bicalho (FAFICH)

Quinta-Feira (28/05):
13:00 – 14:30 Juliana Muncinelli (@juzao) – Auditório Prof. Luiz Bicalho (FAFICH)
15:00 – 16:30 Helô Gomes (Blog Sanduíche de Algodão) – Auditório Prof. Luiz Bicalho (FAFICH)
17:00 – 18:30 Oficina de fotografia com celular (Polyana Inácio) – B513 (CAD2)

Responsabilidade social (media) e open data

Evento de mídias sociais da UNA, em Belo Horizonte

 

Recebi um convite bem especial da UNA, e topei falar sobre minhas peripécias de tentativas de melhorar o mundo através das novas tecnologias.

Quem me conhece sabe que sempre fui inquieta com relação à política, gestão pública e sobre o posicionamento que cada um de nós temos sobre tudo o que nos incomoda. Reclamar é fácil, mas e aí? O que a gente faz com isso? Como colocar em prática iniciativas, conhecimento e inspiração que realmente mova a sociedade para a melhor? As mídias sociais são, afinal, veículos capazes de transformar realidades? O meu palpite, sem dúvida, é que sim.

Nessa palestra eu falei sobre isso, contei do meu envolvimento com os temas de dados abertos (que cá entre nós, eu acredito muito que seja a matéria prima do nosso futuro), dos projetos de impacto que são criados por pessoas que simplesmente sentem paixão pelo que fazem e como pequenas iniciativas e posturas na hora de produzir conteúdo e usar as mídias sociais são capazes de transformar o mundo em um lugar um pouquinho melhor.

Compartilho aqui os slides da apresentação, que podem gerar insights e apresentar novos cases. Espero que inspire :)