Twitter -Caso risque

Dos esmaltes da Risqué ao empoderamento feminino, em 140 caracteres

Twitter -Caso risque

Desafio do ano: criar campanhas “inovadoras” nas mídias sociais sem que se abra uma brecha para uma grande discussão ideológica.

Está cada vez mais complexo o algorítimo que leva algo a ser “engraçado”. Vide o recente caso da Skol no carnaval, que gerou revolta e tal. Tem muita marca tentando, investindo em um discurso diferente, uma interação diferente e estratégias transmidiáticas, mas o buraco está fundo e os nervos à flor da pele, e qualquer coisa pode virar uma mancha na marca.

Acabou de sair uma campanha da Risqué que dá um tanto de interrogações.

Batizada “Homens Que Amamos”, a campanha usa nomes de homens associados à atitudes específicas para intitular esmaltes. No fundo, fica parecendo que a vaidade femina está unicamente relacionada à satisfação masculina. Dá uma olhada na busca do Twitter ou veja algumas citações abaixo.

É mimimi? Faz sentido? Qual é o estopim disso tudo?

Pra você ver, tem um esmalte da marca que se chama “André fez o jantar”. Sério. Em grupos feministas a discussão sobre o case já rende. O principal argumento é que esses “pequenos gestos”, como o de um homem fazer jantar, é exaltado com a campanha da Risqué e rotulado como romantismo, enquanto uma mulher fazer o jantar é “nada demais”. Além de tudo, ainda tem a “pseudo-conclusão” de que apenas mulheres que gostam de homens usam esmalte.

Tem uma paranoia no ar? Podemos mesmo dizer que há uma espécie de histeria coletiva e todo mundo se sente “perseguido” pela mídia? Ou isso é fruto de um amadurecimento das pessoas com relação à mídia, adicionados ainda ao empoderamento que estamos conquistando (principalmente com a internet)?

Zueiras à parte, ser um profissional de mídias sociais hoje é um ato de responsabilidade social.

Escola usa “iPad gigante” em propaganda e vira meme no Facebook

siac-meme-facebook

Posso até ouvir as vozes do brainstorm da campanha: “Fácil! Produto Apple é tudo igual. A gente pega aquele notebook diferente do Wladimir e vira ele de lado, as estudantes fingem que estão olhando um iPad e vai ser sucesso!”.

Claro que a ideia deu muito errado. Apesar de ter um grande trabalho profissional de direção de arte e de mídais sociais na campanha, esse “pequeno detalhe” transformou a vida de quem cuida do Facebook da escola mineira SIEC um caos.

meme-escola meme-tamagoshi vampeta-meme

 

Após a publicação das fotos, uma enxurrada de comentários transformou a página. Além de comentários, pessoas replicaram a ideia da foto.

Além disso, é claro, algumas marcas como a Méliuz e iGO SOlution pegaram carona na brincadeira para fazer publicações =)

 

meliuz2

Mídia social “fail”: foi dada a largada

Nesses últimos dias eu estava me sentindo um imã de ações de mídias sociais. Em duas semanas apareceram em minha caixa de email duas propostas. Sobre a qualidade delas, aí já é outra discussão.

A primeira, me surpreendeu pelo mau texto e amadorismo. Um email “aleatório” (creio que uma agência realmente profissional precisa ter seu nome no domínio, e não se apresentar com um mero @hotmail ou @gmail da vida), me convidava para uma suposta ação viral (taí, primeiro susto. Galera quer “fabricar” virais, e não é assim que as coisas funcionam).

” Olá, Raquel!
Visitamos o seu blog (Raquel Camargo – http://raquelcamargo.com/blog) recentemente e acreditamos que ele seja ideal para uma ação que estamos fazendo junto a nossa marca, uma importante marca mundial de vestuário que possui em sua essência conceitos de moda, fashion, design, comportamento, atitude…
Nosso objetivo é divulgar o lançamento aqui no Brasil de um dos nossos mais novos produtos mundiais. Trata-se de um produto com um diferencial bem bacana, o qual apenas alguns blogs – entre eles o seu – terão a oportunidade de divulgar esse lançamento em primeira mão; seus leitores saberão primeiro dessa grande novidade a partir de você!!!
Para esse nosso primeiro contato, gostaríamos de saber se há interesse da sua parte em colaborar conosco, havendo interesse, poderemos falar quem somos e o produto que estamos lançando; espero que entenda que por ser um lançamento previsto para a 2ª quinzena de Agosto, nesse primeiro contato ainda não podemos revelar a marca do nosso produto, mas – repito – havendo interesse seu em participar da ação em nosso 2º contato, vamos contar tudo!!!
A idéia é muito simples:
Enviaremos um release e uma foto do nosso produto para seu conhecimento. Você terá a liberdade total de escrever o post da forma como você está acostumado a escrever periodicamente em seu blog.
O objetivo é levar seus leitores para o hotsite do produto, onde eles (e você também, claro) poderão participar do concurso cultural, responder a uma pergunta e concorrer a diversos prêmios da marca.

O que precisaremos depois do seu post publicado é muito simples: apenas uma imagem (print sreen) do Google Analytics (ou qualquer outro mensurador de clicks que você utilize) nos mostrando quantos acessos tiveram no seu blog no dia em que você publicou o post sobre o produto.
E porque precisamos disso?
Porque queremos recompensar você por ter nos ajudado nessa ação da seguinte forma: Os 10 blogueiros que levarem mais acesso ao hotsite da marca ganharam produtos da marca como tênis, camisetas, bonés… e para isso vale que vocês divulguem o seu blog com o post em seus perfis e comunidades no Orkut, Facebook, Twitter, MySpace, Hi-5, Digg entre outras! Quanto mais pessoas vierem do seu blog para nosso hotsite, mais chances vocês tem de ganhar produtos da nossa marca altamente antenada com a moda atual!

Participando conosco, além de você dar em primeira mão uma notícia sobre um lançamento de um produto bem legal, de ter a oportunidade de elevar os acessos ao seu site pela busca por palavras-chave da marca e produto, você ainda pode ganhar prêmios bem interessantes, além de ter seu nome ligado a nós!
E ai, vamos fazer parte do mesmo time?
Entre em contato comigo:
Renata – acaoviralpl09@gmail.com para iniciarmos essa parceria. ”

Respondi. Meio indisposta para o assunto após ver o clima tenso da proposta, fiz uma réplica calma, porém já provocativa:

“Olá Renata,

em primeiro lugar, obrigada pelo contato.
Gostaria antes de entender melhor o que foi exposto.
O que eu ganharia, diretamente, na ação?
Seria uma competição entre os blogueiros “escolhidos”, e eu só teria uma recompensa concreta se o meu blog fosse o responsável por levar mais acessos? E essas recompensas ainda não são definidas?
Entendi certo?

abs
Raquel Camargo”

E ela (autoria do email) respondeu:

“Na verdade, não quisemos dar detalhes em relação as recompensas para não saberem antes da hora sobre o produto a ser divulgado. Tudo já foi decidido pela empresa.”

Tá, aí eu apelei. Aí eu desabafei e ainda enviei cópia para vários amigos blogueiros (inspirada na ação do blogueiro Thiago, do Ela Tá de Xico, que recebeu uma proposta tosca para divulgar o lançamento do filme “Os Normais 2” e fez a mesma coisa:

“Entendo, porém é impossível negociar algo dessa maneira.
Você trabalharia para uma empresa se não soubesse qual seria seu salário no fim do mês? Acho que não, certo?

Acho que blogs são veículos que merecem mais respeito, sabe. Nós, blogueiros, não somos meras pessoas que escrevem coisas aleatórias. Nós temos conteúdo, formamos opinião e respeitamos os leitores, já que eles levam muito em consideração o que publicamos. É fundamental eu, blogueira, saber bem o que será transmitido, o que vai acontecer..

Eu já participei de ações do gênero sim,mas em tais situações a agência que propôs o serviço foi honesta e direta comigo e permitiu que eu agisse da mesma maneira com o meu público.

Se esse tipo de dinâmica for a base do trabalho de vocês, eu me interesso em formar parcerias sim,mas me estruturar em um relacionamento nebuloso, onde nada pode ser revelado e explicado às claras, realmente não é do meu interesse.

Compartilho o email com algumas pessoas, que estão recebendo cópia dessa mensagem. Essas também são blogueiras e compartilham desses conceitos éticos comigo. Você pode verificar com cada um deles como funciona essa nossa dinâmica. Com regras embaçadas como as que foram propostas pela sua empresa simplesmente servirá para dificultar boas ações.

Um abraço,

Raquel Camargo”

Achei que a dona “ação viral” (é, porque os emails não eram assinados, e o nome do remetente era esse), abaixou a cabeça e fechou com chave de ouro.

“Tudo bem então.
Desculpe qualquer coisa.”

Como assim, então a carapuça serviu? É isso que entendi? Trata-se de uma ação tosca e sem transparência. Bah!

Como eu fui impaciente e logo chutei a ideia tosca da “ação viral”, nem fui buscar saber do que se tratava, mas hoje dei de cara com o post do blog UpaLupa, que foi uma pessoa mais paciente e acabou chegando mais além. A empresa em questão, pelo visto, é a PUMA, e aqui tem um post bem esclarecedor sobre o papo, e eu assino embaixo.

Lição do dia, crianças.

Não se metam com o que não sabem. Não tratem blogueiros como idiotas. Mídia é um papo sério, e na internet então, nem se fala. Olha como esse papo já se pulverizou e foi divulgado de forma ultra-negativa, com uma facilidade cruel.

Como disse, foram duas propostas. A outra, da semana passada, foi sobre o projeto chamado Porto Cai na Rede. A campanha é legal pra caraba, levam blogueiros para o nordeste e tal, e eu (e outros vários blogueiros, pelo visto) recebemos um falso convite, que foi meio frustrante. Pela resposta que recebi pelo Twitter, tudo não passou de uma ação criminosa, fazendo convites falsos à blogueiros que não haviam sido convidados. Blé. Essa foi beeem paia, mas não por culpa dos organizadores, pelo visto. Foi uma fatalidade.

Fica a dica.

João Gordo fala sobre o Twitter com Danilo Gentili

Acho que agora essa história de João Gordo no Twitter quebrando as penas de Repórter Vesgo, do Pânico, chega ao fim (já era hora).

Danilo Gentili, do CQC, ligou para o programa do Gordo e o apresentador falou que o perfil do Twitter é falso, bem ao seu estilo.

“Eu vou ter tempo de ficar postando coisa da minha vida num site ridículo? Ai peidei, ai caguei…”, disse João sobre o Twitter.

Veja aí o vídeo.

Coisas secretas

Duas pessoas já pediram para eu responder esse meme. Eu até tentei enrolar, mas a minha consciencia estava me incomodando, então resolvi dar continuidade ao lance.

Exu Caveira Cover e o Fernando, seguindo a regra, pediram-me para contar seis coisas sobre mim, mas não seis coisas comuns… Seis coisas que poucos sabem. Tentarei.

Não espalha, ok?
– Tenho fobia a sobrancelhas atrapalhadas. Quando vejo alguém assim dá vontade de ir lá e esfregar o dedão pra corrigir!
– Quando eu era mais nova queria ser atriz, e só, nem aceitava muitas sugestões. A paixão que eu tinha por teatro era uma coisa absurda. Agora eu melhorei, mas ainda gosto muito.
– Sou viciada em um jogo idiota. Zuma.
– Eu fiquei EMOcionada no show do Lobão (acústico) e escorreu uma lágrima (Emo é a mãe!)
– Eu gostava de forró. Principalmente de Fala Mansa (ai que vergonha)
– Odeio sair de casa com os cabelos molhados.
Repassando a bomba (e reforçando para alguns, que já até receberam a notificação): repasso o meme para Esparroman, Aline (Barato Deluxe), Mi e Gabi.

Vê se aprende! (Printscreen Maroto)

Lição do ano: NÃO FAZER HOTLINK.

Pra quem não conhece o termo, “hotlink” é basicamente o uso de um link direto de outro site para iserir uma imagem ou som num site. Isso é feio, porque gasta banda alheia e tal. Se você quiser saber mais, googla aê.

Mas qual a razão da lição? O site do conceituado colégio Santo Antônio fez um hotlink de uma imagem e teve o azar de ter a imagem trocada. Na página que falava de excursões realizadas pela instituição, aparecia a foto de um ônibus pegando fogo. Ri demais.

Olhaí o print da maravilha que estava aparecendo nesta página. (Agora foi retirada, mas o print não mente!). Se quiser aumentar, clica aqui.

É isso crianças… Caso queiram usar uma imagem alheia, salva e depois sobe ela pro lugar certo (mesmo que seja algum site de compartilhamento de imagens)!

Ah! Essa postagem pode ser considerada como mais um Printscreen Maroto :]

Tecnologia nossa de cada dia

Eu perguntei para a minha avó, de quase 70 anos, o que é tecnologia para ela. A resposta foi “a possibilidade de criar coisas que jamais imaginaríamos que seria possível em algum dia”. Certo, ponto para ela. É normal a gente ver as pessoas associando diretamente a tecnologia com computadores, como bem disse a Lu Freitas nesse post que também anuncia a promoção para levar luluzinhas ao Campus Party).

A tecnologia nasce junto com a história da humanidade, e se concretiza com a descoberta (ou o poder de construção) de ferramentas que auxiliam no dia-a-dia. É bom ter isso em mente.

Paro por aqui com esse “colóquio flácido para acalentar bovinos”. Abaixo um vídeo mostrando a “intimidade” de uma vovó com um notebook (na verdade é propaganda, mas é legal).

Obs: com esse post (feito aos 46 do 2º tempo) concorro a um ingresso para o Campus party :} A programação do evento pode ser visualizada aqui. Boa sorte pra mim hoho

Concurso Fail!

O projeto do blog ReporterNet deu o que falar quando foi anunciado. Muitas pessoas disseram que era uma idéia sexista, preconceituosa e tal.
Eu me inscrevi porque não vi a coisa desse jeito, achei meio radical a opinião de algumas pessoas que encaram isso como machismo e tal. Acho que o erro dessa história foi o NOME do concurso, “miss”, que me lembra competições meio fúteis, baseados em quesitos estéticos e superficiais. Me inscrevi SIMPLESMENTE por causa do prêmio, francamente, afinal, ser gratificada por ter um blog com R$ 400 não é nada mal.

Só que agora as coisas estão indo para um lado ruim, feio e sujo. Após uma apuração feita por jurados escolhidos pelo dono do blog, eles chegaram a uma lista de dez blogs finalistas. Bonitinho demais, eu apareci nessa lista, fiquei feliz e tal, mas agora estou é chateada com a bagunça que está aquilo. Uma enquete fraca, que não valida votos por IP (permitindo assim a fraude da mesma) é a que dita o fim do concurso. Poxa vida, o objetivo do concurso é apontar blogs bacanas ou ver quem tem mais tempo para ficar votando ou quem cria o melhor robô???

fiz testes e testes no sistema, e por mais que o moderador do concurso diga que tenha solucionado o problema, logo logo ele volta a acontecer, permitindo inúmeros votos seguidos de uma mesma pessoa. Cadê a credibilidade?

Eu fiz vários comentários lá sobre isso, mandei email para o blogueiro criador do projeto, e sempre educado ele pede desculpas e fala que está buscando solução, mas nada acontece de verdade. O Canha marcou bem um detalhe nos comentários do post de votação:

“É, João, realmente é bizarro ver alguém com 93 leitores de feed com 2.000 votos.”

Francamente, envolver patrocinadores e blogs de outras pessoas em um concurso que traz transtornos para outros blogueiros é uma péssima, por mais que não tenha sido a intenção. Miss blog 2008 FAIL!

Um simples pedido

Adoro montagens toscas!O blog Reporter Net está promovendo um prêmio cujo nome é Miss Blog Brasil 2008. Embora o nome remeta a algo que avalie estética e outros quesitos que nada tem a ver comigo (hehehe), a idéia do projeto é avaliar o conteúdo dos blogs de mulheres. “O objetivo do Miss Blog Brasil 2008, apesar do nome, não é premiar a beleza de nossas blogueiras, mas o contéudo, visual, atualização e navegabilidade de seus blogs”, explica o idealizador da parada. :)

A novidade (bacanérrima, por sinal) é que este humilde blog foi indicado para a final do prêmio, que conta com outras dez “luluzinhas blogueiras“.

Peço então, agora, o voto de vocês aqui que curtem o bloguitho aqui!

Valeuzão!

ps: a montagem foi feita de maneira tosca propositalmente ^^

Printscreen maroto #3

Tenho recebido esse mesmo spam desde o início de outubro, e já foram umas 20 vezes (sério, sem exagero).
Quando parei pra ler a mensagem que tem como título “VOCÊ É TUDO NESSA VIDA”, ah, me derreti.
Olha que spammer mais fofo: “tenho admirado muito seu jeito de ser (…). Saiba que te acho especial desde o primeiro dia em que te vi”. Owwwnnn…

Casa comigo spammer! :]

Lógico, como um bom cara malandro, o link pra visualizar foto manda a boba-carente pra um vírus bruto!