loader-logo

Marketing antirracista: como fazer?

Como unir a lógica #antirracista com #marketing e #comunicação?

Como se fazer comunicação e marketing digital antirracista sendo uma pessoa branca?

artigo “White Supremacy Culture: Changework”, de Tema Okun (2006), apresenta atitudes que podem ser tomadas por pessoas brancas para construirmos uma sociedade antirracista.

Intitulados “6 R’s”, foi criada uma lista de ações que podem ser usadas por pessoas em qualquer contexto. Eu estou trazendo este conteúdo aqui principalmente considerando que o mesmo pode ser aplicado também na nossa área de comunicação e mídias digitais.

Read

Ler e se educar com relação às estruturas relacionadas ao racismo e entender os impactos disso.

Reflect

Refletir sobre como a educação pode te desenvolver como uma pessoa branca antirracista, buscando identificar situações racistas e colaborando para uma construção antirracista da sociedade.

Remember

Recordar sempre sobre como você através de seus pensamentos, crenças e ações fortalecem o racismo, mesmo que não seja sua intenção, e perceber com que frequência você “esquece” que racismo existe.

Risks

Se arrisque a desafiar o racismo quando você vê-lo acontecendo ou foque sua atenção para identificar quando você está participando de uma situação racista. Corra o risco de interromper discursos que perpetuem estereótipos racistas e ofereça apoio e escuta empática para as pessoas que já sofreram experiências racistas

Rejection

Rejeição é algo que você provavelmente irá experimentar quando ousar ser antirracista. Você pode se surpreender recebendo rejeição de pessoas de todas as cores de pele. É importante que você entenda seus privilégios enquanto pessoa branca e entenda que tal tipo de situação é também uma consequência do racismo estrutural e continue apoiando a luta antirracismo.

Relationship

Relacionamentos constroem grande parte de quem você é, portanto, perceba sua rede de pessoas próximas e busque conexões que possam fortalecer a luta antirracismo.

 Você pode saber que está se tornando uma pessoa “antirracista” quando entender que discursos como “não enxergo cores, enxergo seres humanos” são problemáticas. Se fazer de cego(a) não isenta uma pessoa de ser racista.

No alt text provided for this image

Outra importante atitude é ser consciente com relação aos conteúdos que produzimos. Eliminarmos de nossos textos e falas expressões que reforçam estereótipos e perpetuam preconceitos é fundamental para a criação dessa cultura.

Qual outra sugestão você daria para os profissionais de comunicação e marketing que querem criar trabalhos com consciência e qualidade?

0 Points

Previous Article


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *